O que a TI pode fazer por sua empresa?

novembro 13, 2015

Consultoria

A Tecnologia da Informação (TI) apresenta-se como uma das ferramentas mais importantes para o crescimento de uma empresa,  atuando como peça fundamental no planejamento e execução dos processos das empresas no alcance dos objetivos e metas.

As mudanças que ocorrem no ambiente de Tecnologia da Informação requerem planejamento, conhecimento e, sobretudo, uma abordagem diferenciada porque cada empresa tem suas peculiaridades.

Com este foco, nós da Evolares Consultoria, possuímos um time de consultores técnicos capacitados e com conhecimento das mais diversas ferramentas de tecnologia disponíveis no mercado, com o objetivo de ofertar aos nossos clientes a certeza de satisfação nos projetos conduzidos.

Continue lendo »

Momentos de Crise

novembro 9, 2015

Crise

O dólar em alta, a instabilidade do mercado, o país em crise econômica, entre outros fatores, estão deixando em estado de alerta as empresa no Brasil. Diante de cenário de incertezas, como aumentar a rentabilidade, melhorar a gestão e se prevenir da crise?

Ter profissionais na sua organização que conheçam os processos, que possuam competências-chave e que estejam com o nível adequado de motivação podem fazer a diferença. Estes profissionais, geralmente, têm um olhar diferente para a organização e podem propor soluções que visem fornecer um nível de atendimento diferenciados aos seus clientes.

Parcerias Estratégicas podem ampliar sua capacidade de produção. Os líderes devem estar focados nos negócios, otimizando os recursos e, sobretudo, aumentando a qualidade de seus produtos e serviços.

Continue lendo »

Características de uma boa gestão… inclusive no Agronegócio!

outubro 15, 2015

GestaoAgronegocio

O alcance dos objetivos e metas traçados por uma organização, está diretamente ligada à capacidade de seus gestores. Quando olhamos para uma propriedade rural sob a perspectiva de uma empresa, que precisa gerar resultado positivos para ser perene, é necessária uma boa gestão e estratégia para atingir os alvos.

Os registros financeiros de entrada e saída, assim como em qualquer empresa, precisam ser realizado e, necessariamente, deve refletir a realidade do negócio. Este tipo de dado, dão origem a indicadores administrativos e financeiros, que podem servir de parâmetro para fomentar melhorias de processos. O fluxo de caixa reflete o nível de endividamento sendo de extrema importância para na definição da real necessidade de capital de giro, e sobretudo, aumentam a previsibilidade das obrigações financeiros.

Os negócios, sejam eles de caráter agrícola ou não, apresentam problemas quando as funções e responsabilidade são concentradas em apenas um individuo. Delegar atividades e responsabilidades abre portas para a melhoria da gestão e aumento da competitividade. Sendo necessário, para isso, profissionais qualificados, resultando em um ambiente de trabalho seguro para a empresa e motivador para os colaboradores. Os processos, atividades e atribuições (quem faz, o quê e quando!) propiciam o bom relacionamento entre os gestores e os colaboradores.

Os registros financeiros (entradas e saídas) devem ser mantidos, mesmo sabendo que um software ajude no processo, a eficiência está ligada ao hábito de registrar o fluxo do caixa e utilizar estas informações para tomadas de decisões. Consultores podem ajudar neste processo de definição de qual a melhor forma de registrar estes lançamentos.

As empresas, de um modo geral, buscam entender como seus concorrentes operam. Entender o contexto do qual a propriedade rural está inserida e buscar novidades ou as melhores práticas do setor, é uma boa forma de enxergar além da porteira. Buscar saber como os produtores de outros países resolvem seus problemas e qual rumo estão tomando é ter em mente que a propriedade rural está inserida em um contexto maior. A capacidade do gestor em criar e inovar é um diferencial na busca de duradouros resultados positivos.

Uma empresa altamente produtiva não é sustentável se o preço dos seus produtos não for competitivo. A administração dos riscos exige que o gestor esteja bem informado sobre as tendências do setor. A participação em cursos, eventos, oficinas e palestras é de extrema importância, mesmo que as alguns destes eventos não estejam diretamente ligado à atividade principal do seu negócio, pois podem render uma visão que ajudarão a entender melhor os cenários do mercado.

O que não pode ser medido, dificilmente pode ser gerenciado. A ausência de parâmetros e indicadores podem demonstrar uma gestão frágil. A avaliação interna deve ser constante. O gestor deve conhecer a empresa que tem à mão. Muitos gestores acreditam que contratando um sistema completo de gestão (ERP) seus problemas estarão resolvidos, e isso não necessariamente é verdade. Um grande sistema gestão, na maioria das vezes, falham porque não consideram peculiaridades pontuais do negócios. Não há modelos totalmente prontos, e para isso, um consultor pode avaliar o cenário atual em análise e melhorias de processos e desenhar um sistema que atenda exatamente as necessidade da organização, considerando inclusive aspectos futuros como a curva de crescimento da organização.

Os gestores devem adotar a ideia de produzir sem prejudicar o meio ambiente. Através de práticas sustentáveis que economizem recursos, menos desperdício, reciclagem, zelando pela comunidade e preocupação com a origem dos produtos. Esta medida torna-se-á um potencial diferencial competitivo no setor em que atua.

O produtor rural deve buscar a postura de empresário rural. O foco vai além das questões técnicas e deve alçar o entendimento do mercado. Qualquer empresário, independentemente do ramo em que atue, deve ter metas e objetivos de curto, médio e longo prazo. Isto dará suporte no momento das decisões, sobretudo as mudanças motivadas pelo mercado.

As empresas devem planejar a substituição de seus gestores. A perenidade da organização passa, necessariamente, pelo processo de transição que deve ser pensado com bastante cuidado e o quanto antes melhor. As perspectivas devem estar claras para todos os colaboradores, inclusive para o gestor atual. A comunicação clara evitará mal entendidos e impede que a insegurança ganhe força no ambiente de trabalho.

A profissionalização da gestão das propriedades rurais, sem dúvida, exige dedicação e empenho dos seus gestores. Um consultor externo, principalmente, um profissional da área de Gestão do Agronegócio irá fazer toda a diferença neste processo.

Sobre o Autor: Marcus Fabrício é profissional da área de Tecnologia da Informação, bacharel em Ciência da Computação, pós-graduado em Empreendedorismo, MBA Executivo em Gestão de Negócios e MBA em Finanças e Banking. Além de certificações ITIL e COBIT na área de Governança Corporativa. Com experiência na área de Mapeamento de Processos, Levantamento de Requisitos, Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Gestão e Projetos.

Contra a Crise, Receite Tecnologia!

julho 29, 2015

receita-medica

 

No segundo semestre deste ano, pesquisas apontam que as perspectivas são mais desafiadoras do que nos últimos anos. Especula-se que o país, e isso vem assustando as empresas, não crescerá e está levando o governo a tomar medidas para corrigir o rumo da economia. A inflação subindo, o câmbio em desequilíbrio e os ajustes fiscais, que não parecem ter fim, têm impactado a produção industrial levando os consumidores a ficarem mais atentos, além de econômicos com serviços e produtos supérfluos ou abaixo do padrão esperado de qualidade. Este novo cenário, trás um desafio para as empresas, como se tornar um diferencial e permanecer na cesta de compra dos clientes?

Continue lendo »

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

janeiro 9, 2015

planejamento-estratégico

Este texto traz algumas contribuições sobre o planejamento de Tecnologia da Informação nas organizações. Leva a reflexão sobe as formas de aquisição de Tecnologia da Informação, ou seja, compra, aluguel ou desenvolvimento dos sistemas de Informação.

Comenta sobre o objetivo do planejamento de TI é da estruturação de todas as informações necessárias para o funcionamento harmônico da organização. Estruturação visa auxiliar a organização no apoio à tomada de decisões do negócio empresarial, sejam operacionais, táticas ou decisões estratégicas, no que diz respeito a sua qualidade, produtividade, efetividade, rentabilidade, modernidade inteligência competitiva e inteligência empresarial.

Continue lendo »

Sinais de que você encontrou o emprego ideal

janeiro 7, 2015

shutterstock_69855853-625x340

Todas as pessoas possui a própria definição do que seria seu emprego dos sonhos. Alguns preferem altos salários ou uma gama de benefícios, ainda há os que acreditam que a felicidade está no equilíbrio entre vida pessoal e trabalho, na capacidade de ajudar os outros ou na chance de tentar fazer o mundo melhor.

Mas como o profissional percebe que encontrou seu emprego dos sonhos? Existem sinais de que a tão esperada procura chegou ao fim?

Continue lendo »

O Pipeline de Liderança de Ram Charan.

dezembro 5, 2014

funcionarioideal

As organizações anseiam por diagnósticos de comportamentos que consigam gerenciar cargos e negócios. Surgem à todo instante teorias que visam uma evolução assertiva e relevante para a excelência na liderança.

Pipeline da Liderança foi escrito por Ram Charan, que é Consultor com vasta experiência organizacional e possui Doutorado em Harvard.

O Pipeline da Liderança é um modelo já testado em grandes organizações mundo à fora, que permite identificar líderes, avaliar suas competências, planejar sua evolução e medir resultados, norteando as ações das organizações e construindo um time alinhado em todos os níveis da empresa.

Paulo Campos, consultor empresarial do LAB SSJ, explica:“Utilizando este modelo, é possível construir e desenvolver planos de carreira, preparar sucessões com planejamento e formar seus próprios líderes com base nas seis passagens críticas que um profissional que atinge um alto nível de senioridade precisa atravessar em sua carreira – sempre respeitando o desenvolvimento e planejamento característicos de cada etapa, a expertise dos talentos e a perenidade de negócio”;

Continue lendo »

Empreendedores e suas características…

julho 14, 2014

Empreendedorismo

Muitas pessoas imaginam que ser empreendedor é atingir fama na mídia ou ser presidente de organizações conhecidas, conquistando a admiração de todos.

Os empreendedores, na verdade, são a base do desenvolvimento de uma sociedade. Direcionando investimentos que geram empregos, otimização de negócios e processos, buscando aumentar a produtividade e melhorando seus produtos e serviços promovendo a evolução da sociedade. São estas pessoas que buscam a evolução em seus negócios e atividades diárias. Ser empreendedor não é necessariamente ter um cargo de chefe, mas buscar sempre uma forma de fazer o trabalho mais rápido, melhor e/ou mais barato.

O Empretec é um seminário, ministrado pelo SEBRAE, que busca apresentar as características comuns nos empreendedores de sucesso no mundo todo. A imersão ocorre durante uma semana, onde os aspirantes a empreendedores são envolvidos com palestras e dinâmicas que despertam estas características nos participantes.

Continue lendo »

OS HÁBITOS…

junho 10, 2014

habito-buena-idea

Hábito refere-se ao comportamento que o indivíduo apresenta com certa frequência. Mas para que um comportamento se torne um hábito são necessários três componentes: O Conhecimento, Habilidades e Atitude. O Conhecimento é o que fazer e o porquê. As Habilidades dizem respeito ao como fazer as coisas. Enquanto que a Atitude é a motivação, a vontade de fazer.

A cerca deste assunto, o Stephen Richards Covey, escreveu em 1989 o livro “Os Sete hábitos das pessoas altamente eficazes”. Falando a respeito da primazia do caráter sobre as técnicas, a necessidade de construirmos uma base de integridade na vida, além da importância da contribuição e do legado.

Continue lendo »

Certificações COBIT e ITIL

junho 5, 2014

ITILCobit

Algumas certificações começam a ficar “famosas” no mercado de TI. Certificações COBIT e  ITIL, se destacam neste cenário. No entanto, é comum encontrar profissionais que possuem as duas certificações mas não conseguem diferenciá-las. Pois bem, o texto abaixo é uma ótima oportunidade para entender a diferença entre elas.

COBIT, do inglês Control OBjectives for Information and Technology, é um guia de boas práticas. Apresentando-se como framework, voltado para a gestão de tecnologia da informação. Mantido pela ISACA (Organização Internacional de Auditoria e Sistemas de TI), possui uma série de recursos que podem servir como modelo de referência de gestão de TI, incluindo um sumário executivo, objetivos de controle, mapas de auditoria, ferramentas de implantação, e um guia com técnicas de gerenciamento. Especialistas em gestão recomendam o uso do COBIT como forma de otimizar os investimentos de TI, melhorando o ROI, fornecendo métricas para avaliação de resultados, como Key Performance Indicator (KPI), Key Global Indicator (KGI) e Critical Sucess Factors (CSF).

Continue lendo »